Blog do Marketingaperto de mãos entre cliente e empresário

A tecnologia é uma grande influência nas mudanças significativas que as empresas tiveram ao longo dos anos quando falamos de relacionamento com o cliente. Desse modo, tornou-se uma forte aliada para a atração de leads. 

Em contrapartida, torna ainda maior o desafio das empresas que estão em busca de se destacarem e garantirem uma experiência agradável aos seus clientes. E, para isso, cada vez mais, o mercado conta com novas soluções capazes de atender as expectativas e alcançar os resultados esperados. 

Nesse sentido, é muito importante entender quem é o potencial cliente e como ele se comporta. Através desses parâmetros, será possível determinar quais estratégias são mais coerentes e efetivas. 

Através desse levantamento, é possível garantir uma ampla carteira de clientes, mas além disso, é possível garantir uma carteira qualificada. No entanto, para uma empresa visionária não basta atrair, o principal objetivo é converter e fidelizar os clientes. 

Para ajudar nesse processo, separamos os principais tipos de relacionamento com o cliente que a sua empresa pode se deparar durante a jornada de conversão. Confira! 

 

Principais tipos de relacionamento com o cliente

1.Parceiro 

Nesse tipo de relacionamento, além de gostar do produto ou serviço oferecido, o cliente insere a marca no seu dia a dia. Além disso, ele faz indicações espontâneas para outras pessoas, pois se identifica com a marca e se sente satisfeito ao ponto de compartilhar

2. Dispensável 

Nesse caso, o cliente admira a marca, porém, em um determinado período durante a experiência ocorreu uma situação que provocou insatisfação, podendo ser por consequência de um atendimento ineficiente ou demorado, além de outros motivos. 

3.Relação neutra 

Nesse modelo de relacionamento, é possível notar uma instabilidade. Ou seja, pode ser que o cliente se sinta satisfeito em um determinado momento e, na sequência, se sinta insatisfeito por algum motivo. 

Exemplificando melhor, pode acontecer do cliente se identificar com o propósito da empresa e gostar do produto e serviço oferecido, porém não se sentir satisfeito com o atendimento prestado, por exemplo. 

4. Influência compartilhada

Nesse tipo de relacionamento, o cliente se depara com diferentes marcas que compartilham do mesmo serviço ou oferecem o mesmo produto. Devido a isso, é importante que a empresa se destaque em relação às demais, podendo investir no atendimento,  além de campanhas de Marketing que buscam mais visibilidade ou promoções exclusivas para os seus clientes.

5. Relação pouco explorada 

Nesse caso, o cliente não possui interesse no produto ou serviço oferecido pela empresa. Essa situação pode acontecer quando o cliente não se enquadra no público-alvo que a marca pretende alcançar.

6.Cliente empoderado 

Nesse modelo de relacionamento com o cliente, não existe a preocupação com a fama da marca no mercado. Para ele, é mais interessante que a marca ofereça um produto de alta qualidade e com um preço acessível. 

Como vimos, o processo de conversão conta com diferentes tipos de relacionamentos. Portanto, é importante que as empresas tenham estratégias eficientes e práticas para transformar o maior número de pessoas em um cliente parceiro. 

Afinal, o principal objetivo é garantir uma experiência agradável em todas as pontas. Dessa forma, não basta apenas investir nas estratégias de vendas, a ideia é que todos os processos priorizem a jornada do cliente ao ponto de superar as suas expectativas e torná-lo um grande admirador da marca.

Compartilhe