Blog do Marketing

O avanço da internet desencadeou uma série de novos modelos de negócios. Uma delas é o comércio eletrônico. Com este mercado, a grande maioria das empresas e marcas enxergaram a oportunidade de reduzir seus custos e alcançar um maior número de clientes. 

O e-commerce é um canal valioso para vender uma diversidade enorme de produtos e, por isso, é visto como uma alternativa de aumentar os lucros do mês. É importante mencionar que o mercado virtual tem entre suas características a conveniência e o preço competitivo. 

Além disso, a internet não conta com barreiras geográficas, diferentemente das lojas e empresas físicas. Com isso, é possível alcançar consumidores de várias regiões do país e, inclusive, do mundo. No entanto, abrir uma loja virtual exige planejamento e muito preparo. 

Pensando em te auxiliar nesse processo, preparamos uma lista com 4 passos necessários para abrir uma loja virtual e tirar o seu negócio do papel. Continue lendo e confira!

1. Defina o produto ou serviço

O primeiro passo para abrir uma loja virtual é justamente definir o que você irá oferecer em sua loja virtual. Isso engloba a definição do produto ou serviço e a análise das características e necessidades do público-alvo do seu negócio. 

Dessa forma, poderá consultar fornecedores ideais para o seu segmento, criar um bom nome para a sua marca, estruturar as questões que envolvem a logística e finalmente tirar o seu negócio do papel. 

Suponhamos que você queira trabalhar com gerador de energia. Assim, é necessário definir o estoque dos seus materiais, os parceiros próximos a sua região, entre outros detalhes que fazem a diferença no dia a dia da sua loja. 

2. Registre o domínio

Registrar o domínio é uma etapa essencial para o comércio eletrônico, uma vez que equivale ao endereço do seu site. O recomendado escolher um domínio .com ou .com.br para transmitir credibilidade e profissionalismo. 

É importante mencionar que registrar o domínio não exige grandes investimentos, mas faz muita diferença para tornar a experiência de compra do usuário agradável e, principalmente, confiável. 

Registrar o seu domínio pode deixar o consumidor mais confortável na hora de efetuar a compra.

Lembre-se que essas dicas são válidas para as lojas virtuais de todos os segmentos, sejam lojas de produtos de decoração, empresas de automação industrial, construtoras, entre outras.

3. Escolha a plataforma 

A escolha da plataforma é um passo crucial para o comércio eletrônico. Por isso, é necessário realizar uma série de pesquisas e comparar valores, avaliações e até mesmo pedir indicações para empreendedores digitais. 

Na hora de estudar o que a plataforma oferece, avalie os recursos oferecidos e veja quais poderão ser importantes para a sua loja de sistema de combate a incêndio, por exemplo, a longo prazo. Isso evita que você tenha que migrar para outra plataforma. 

4. Cadastre os produtos

Por fim, embora pareça algo simples, cadastrar os produtos deve ser feito com calma e de maneira estratégica. 

Como a loja virtual não conta com atendimento presencial, é essencial que o cadastro seja muito bem formulado, usando imagens que apresentam todas as características do produto e recorrendo a descrições completas, com medidas, instruções de uso, entre outros. 

Gostou do nosso post sobre 4 passos para abrir uma loja virtual? Então, compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Compartilhe